Unicef lamenta morte de crianças em ataques na Faixa de Gaza 

ROMA - O porta-voz do Unicef na Itália, Andrea Iacomini, pediu o fim dos conflitos na Faixa de Gaza e lamentou, em entrevista à ANSA, que os ataques tenham provocado a morte de várias crianças.

Segundo o porta-voz, o Unicef "insiste" que os países do Oriente Médio "façam de tudo para proteger o direito de todas as crianças".

"Para nós, não há distinção de raça, cor ou religião. Todas as crianças serão protegidas, mesmo que sejam dos Estados que não fazem parte do Unicef", disse o italiano.

Iacomini afirmou ainda que o Unicef está pronto para defender os direitos das crianças e garantir que os conflitos não causem danos psicológicos e morais às vítimas. "Esperamos um esforço mundial pela paz, para que cessem as hostilidades e para que as crianças não continuem a pagar um alto preço", completou.

Só neste domingo, ao menos três crianças palestinas com idade entre 1 e 3 anos morreram em bombardeios israelenses em Gaza.