Itália apreende 300 mil brinquedos chineses 

Autoridades constataram que material era tóxico e perigoso para crianças 

MACERATA - A Guarda de Finanças da Itália (polícia especial subordinada ao Ministério da Economia) apreendeu cerca de 300 mil brinquedos provenientes da China e considerados tóxicos e perigosos para crianças.

Análises técnicas e químicas apontaram que os brinquedos continham ácido ftálico, utilizado como aditivo para deixar o plástico mais maleável e flexível, mas que pode provocar malformação no crescimento das crianças.

Em outros brinquedos foram encontrados pontos cortantes e níveis de energia cinética superiores aos permitidos por lei, que podem causar superaquecimento com risco de explosão.

A apreensão foi realizada na província de Macerata, litoral adriático da Itália. A importadora da província de Taranto será indiciada.