Ex-mordomo do papa será julgado no sábado por tribunal do Vaticano

Paolo Gabriele foi preso por vazamento de documentos secretos

Amigos próximos da família do ex-mordomo do papa Bento XVI Paolo Gabriele, preso por vazamento de documentos secretos do Vaticano, afirmaram hoje que sua maior preocupação são seus filhos. "A preocupação principal de Gabriele são os seus filhos, sobretudo pelos desconfortos criados pelas notícias da imprensa nas suas vidas", disse um amigo, que preferiu não se identificar.    

Em relação ao estado de ânimo do ex-mordomo diante da espera do processo sobre o caso, a fonte contou que ele vive "entre tensão e esperança".    

Outro amigo disse que, "neste momento, Gabriele é uma pessoa frágil psicologicamente porque com a aproximação do processo ele se conscientiza cada vez mais de como suas ações envolveram toda a família, que também está sofrendo consequências".    

"O que tranquiliza um pouco todos os amigos e pessoas próximas a ele é a esperança de que com o processo possa finalmente vir à tona as verdadeiras motivações que o levaram a agir desta forma", afirma.    

No próximo sábado, o ex-mordomo deve comparecer diante da Corte Vaticana, presidida pelo por Giuseppe Dalla Torre, para responder sobre a acusação de furto agravado.