Angelina Jolie faz visita surpresa a refugiados sírios na Jordânia 

O alto comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, e a enviada especial dele, Angelina Jolie, estão visitando, nesta terça-feira, o acampamento de Zaatari, na Jordânia.

A atriz e o chefe do Acnur chegaram ao local na noite de segunda, onde encontraram famílias que tinham acabado de cruzar a fronteira da Síria com a Jordânia. De acordo com o Acnur, mais de 250 mil pessoas já fugiram da Síria para os países vizinhos.

Segundo a agência, muitos refugiados fazem a travessia durante a noite em meio a bombardeios; na noite passada, as explosões eram ouvidas enquanto cerca de 200 pessoas enfrentavam o perigo para escapar dos combates.

Há relatos de que ataques aéreos e de artilharia continuam em cidades sírias perto da fronteira com a Jordânia. Milhares de deslocados seguem de vilarejo em vilarejo buscando abrigo seguro até que possam cruzar a fronteira.

O alto comissário António Guterres afirmou que o campo de Zaatari "precisa de financiamento internacional maciço" e que "as condições no local ainda não são aceitáveis."

O Acnur ressalta que a visita de Guterres e de Angelina Jolie marca não apenas a solidariedade com os refugiados, mas o compromisso do povo e do governo da Jordânia pela proteção dos sírios.

No campo de Zaatari, a maioria vive em tendas e com o inverno se aproximando, o Acnur espera conseguir transferir os refugiados para casas pré-fabricadas.

Ainda nesta terça-feira, Guterres e Angelina Jolie têm encontro com o rei Abdullah Al-Hussein  da Jordânia e com o primeiro ministro do país, Fayez Tarawneh.