Patriota: por ser um país pacífico, Brasil tem reconhecimento internacional 

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, destacou hoje (5) que o fato de o Brasil ser um país de paz favorece as relações bilaterais e multilaterais. O chanceler reiterou que o Brasil “não tem inimigos” e mantém relações com os 192 países que integram a Organização das Nações Unidas (ONU), algo que apenas o Canadá também faz. Patriota participa de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara.

“De dois anos para cá, mantemos relações diplomáticas com todos os países da ONU, apenas um outro país faz isso, que é o o Canadá”, disse Patriota. “Essa presença internacional brasileira também comporta uma vertente de prestígio e reconhecimento, de atribuição de valor que o Brasil representa no cenário internacional, em primeiro lugar por ser um país de paz.”

Em seguida, Patriota ressaltou: “Não temos inimigos e representamos a paz. Isso é um bem no momento atual. Outra característica [do Brasil] é aliar crescimento econômico, geração de renda, justiça social em um ambiente interno de pleno vigor.”

O chanceler disse que, desde que assumiu o governo, em janeiro de 2011, a presidente Dilma Rousseff visitou 21 países e foi a 12 eventos internacionais. Segundo ele, 34 chefes de Estado e Governo, além de autoridades de primeiro escalão se reuniram com a presidenta.

Patriota disse que fez 53 visitas ao exterior, recebeu 57 autoridades estrangeiras e participou de mais de 20 eventos internacionais. Na semana passada, ele foi à Europa, à África e ainda participou de uma cúpula em El Salvador, na América Central.