Ex-presidente argentino julgado por tentativa de suborno

Começou nesta terça-feira (14), em Buenos Aires, o julgamento do ex-presidente argentino Fernando de la Rúa. Ele e sete acusados são réus em um caso de suborno a senadores ocorrido no ano 2000.

Segundo a acusação, o ex-presidente teria autorizado o pagamento de subornos para senadores em troca de apoio. Ele renunciou em dezembro de 2001 em meio a protestos motivados pela crise econômica no país.

Esse é o segundo julgamento de um ex-mandatário no período democrático argentino. O também ex-presidente do país Carlos Menem foi absolvido da acusação de contrabando de armas para a Croácia e o Equador.