Rebeldes sírios alegam ter matado general russo 

Um grupo rebelde sírio alega ter matado o general russo Vladimir Petrovich Kochyev, que trabalharia como assessor da Defesa do governo de Bashar al Assad. 

O mesmo grupo assumiu a autoria da morte de quatro dos mais influentes membros da alta cúpula do governo sírio no último mês. A Rússia possui centenas de militares trabalhando na Síria e é um dos poucos países que apoiam o atual governo.

Eles teriam matado o russo em Ghouta, nos arredores da capital Damasco.

As autoridades russas e sírias ainda não se manifestaram sobre o caso.