Tailândia: rei perdoa americano preso por insultar monarquia

Um americano condenado a dois anos e meio de prisão por traduzir e postar na internet trechos de uma biografia do rei tailandês Bhumibol Adulyadej foi perdoado e libertado depois de receber o perdão real, segundo informou nesta quarta-feira a embaixada dos Estados Unidos.

Joe Gordon foi condenado em dezembro do ano passado por traduzir parte do livro The King Never Smiles (O rei nunca sorri, em tradução livre), do inglês para o tailandês, e postar alguns trechos online. Esta condenação foi uma de várias por supostamente difamar a família real, o que levantou preocupação sobre a liberdade de expressão no país.

Não foi dada nenhuma razão para o perdão, mas oficiais americanos vinham pressionando as autoridades tailandesas para liberar Gordon, nascido na Tailândia mas de cidadania americana, desde a sua primeira detenção, em maio do ano passado. Ele foi solto no final da noite de terça, de acordo o porta-voz da embaixada dos Estados Unidos, Walter Braunohler.

Braunohler se recusou a comentar sobre a localização de Gordon ou quais são seus planos futuros. O advogado do ex-prisioneiro, Arnon Numpa, afirmou que o americano provavelmente retornará para os Estados Unidos nos próximos dias.

Com informações da agência AP