Israel vai antecipar eleições para setembro

O Parlamento israelense aprovou um pedido do governo  aprovou nesta segunda-feira(7) sob um  projeto de lei para  antecipar as eleições, informou primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

"O governo autorizou nesta manhã o Comitê Ministerial de Legislação a apresentar uma lei para realizar eleições antecipadas em 4 de setembro", afirmou em um comunicado à imprensa.

Netanyahu anunciou ontem a convocação de eleições antecipadas, afirmou nesta segunda-feira aos seus ministros que "em muitos anos não houve um governo mais estável em Israel, mas não é nenhum segredo de que no início do quarto ano deste mandato há uma certa instabilidade na coalizão", de acordo com o  jornal "Haaretz".

Diante desta "instabilidade" e do enfraquecimento da coalizão governamental, o que segundo a autoridade prejudica a economia e a sociedade do país, a melhor alternativa é "realizar eleições rapidamente".

Netanyahu reconheceu ontem numa convenção de seu partido, o Likud, que a coalizão "começou a se desmoronar" e disse que "é preferível ter uma campanha eleitoral curta de quatro meses do que uma de um ano e meio".