África: menores estupram menina e são liberados após fiança

Quatro menores de idade suspeitos de participação no estupro grupal de uma adolescente em Johanesburgo, na África do Sul, foram liberados nesta quinta-feira após pagar fiança de US$ 67, de acordo com seu advogado. O Tribunal de Justiça sul-africano deve acusar três deles pelo crime, que teve repercussão internacional após a divulgação de um vídeo gravado por câmeras de telefones celulares. As informações são da rede de notíciasCNN.

Imagens do ataque à garota de 17 anos, que seria deficiente mental, circularam pela internet em abril e causaram comoção sobre a situação da África do Sul, conhecida por reunir as piores estatísticas de violência sexual no mundo. No vídeo, divulgado há cerca de três semanas e considerado como um exemplo chocante dos estupros no país, a adolescente aparece implorando para que os jovens interrompam o ato.

A garota desapareceu no dia 21 de março e, de acordo com a polícia, pode ter sido sequestrada e tornada uma escrava sexual. Temendo por sua segurança, os acusados pelo crime não devem retornar para suas casas, no bairro Soweto, devido à raiva da comunidade, informou o advogado William Karam à CNN.