Jovem teria usado máscara de Ronaldinho em festa de Berlusconi  

MILÃO, 16 ABR (ANSA) - Uma jovem brasileira teria usado uma camisa do Milan e uma máscara do jogador brasileiro Ronaldinho durante uma festa na mansão do ex-premier italiano Silvio Berlusconi em Arcore, próximo a Milão, segundo a modelo marroquina Imane Fadil.

A jovem marroquina participou hoje de uma audiência na 4ª sessão penal de Milão sobre as supostas festas que o ex-primeiro-ministro realizava com jovens, entre elas Karima El-Mahroug, conhecida por "Ruby", que era menor de idade quando teria mantido relações sexuais com Berlusconi mediante pagamento.

Na audiência, Fadil contou que a jovem brasileira Íris Berardi teria vestido a camisa do time do qual o ex-premier é proprietário e colocado uma máscara do atacante brasileiro antes de tirar a roupa e ficar apenas com uma tanga. Essa festa, relatou, teria ocorrido em agosto de 2010.

A marroquina ainda contou que, em outra noite, teria dado conselhos a Berlusconi sobre como se portar frente ao ex-ditador da Líbia Muammar Kadafi. "Disse a ele que era melhor receber Kadafi, porque nós árabes somos sensíveis", continuou.

Fadil ainda revelou que o ex-premier teria lhe pedido conselhos sobre o Milan, perguntando o que faltava ao time, ao que ela respondeu que a equipe "deve ter um jogador forte e jovem".

Ela contou também que Berlusconi teria lhe prometido um trabalho no Milan Channel, o canal de televisão do Milan, e que falasse com Adriano Galliani, vice-diretor do clube, sobre isso.