Chávez retorna à Venezuela e intensifica campanha pela reeleição 

De volta a Caracas (capital venezuelana) após uma semana em Cuba, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, intensificou a campanha para as eleições de outubro. Chávez reagiu às críticas dos adversários informando que há um “plano golpista burguês” promovido pela oposição para vencê-lo na disputa eleitoral.

Chávez passou os últimos dias em Havana, capital de Cuba, submetendo-se ao terceiro ciclo do tratamento de radioterapia de combate ao câncer. Um tumor maligno reapareceu na região pélvica exatamente como o identificado no ano passado. Para combater a doença, o presidente venezuelano fez um longo tratamento em Cuba.

No poder desde 1999, o venezuelano apelou para que os jovens participem mais da campanha eleitoral e reajam com intensidade ao que chamou de “pressão imperialista”, referindo-se à oposição e ao exterior, sem citar nomes.

O primeiro turno das eleições na Venezuela está marcado para 7 de outubro. O segundo deve ocorrer em 2 de dezembro. Chávez enfrentará Henrique Capriles, da oposição. Ambos trocam críticas e agressões verbais com frequência. Pelos dados oficiais, Chávez está na frente nas intenções de voto do eleitorado venezuelano.