Terremotos geram tsunami na Indonésia e alerta no Oceano Índico

Um terremoto de 8,6 graus na escala Richter atingiu nesta quarta-feira o oeste da ilha de Sumatra, na Indonésia, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), entidade que monitora a atividade sísmica no mundo. O USGS informou inicialmente que o tremor era de 8,9 graus, revisando em seguida para 8,7, até chegar agora a 8,6 graus.

O epicentro do tremor, que ocorreu às 5h38 de Brasília, foi a 435 km a sudoeste de Banda Aceh, capital da província de Aceh, a uma profundidade de 23 km. O Centro de Alertas para Tsunami no Pacífico emitiu um alerta para toda a região do Oceano Índico.

Segundo o presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, não há informações sobre mortos ou danos causados pelo tremor. Um aumento de 0,8 metro no nível do mar foi detectado a oeste e a norte de Aceh. Pequenos tsunamis também teriam sido formados na costa do país, mas ainda não há informações sobre nenhuma localidade atingida por ondas.

Posteriormente, uma forte réplica de 8,2 graus foi registrada a 476 km a oeste de Sinabamg, na ilha de Sumatra. Este novo terremoto foi registrado às 7h43 de Brasília, segundo a USGS. Em decorrência do novo tremor, os alertas de tsunami foram renovados para as próximas duas horas na Indonésia.

Após o tremor de 8,6 graus, a Índia lançou um alerta de tsunami para as ilhas Andaman e Nicobar, situadas no Índico. O Centro nacional indiano sobre a informação oceânica lançou um alerta vermelho para estas duas ilhas, enquanto as costas de Andhra Pradesh e do Tamil Nadu, no sul e no sudeste do país, foram colocadas sob extrema vigilância.

Na Tailândia, as autoridades também emitiram um alerta de tsunami e pediram a evacuação da costa do mar de Andaman. 

Segundo a rede de notícias árabe Al Jazeera, serviços de trem e ônibus foram interrompidos por três horas na costa do Sri Lanka. As autoridades também desligaram a eletricidade nas cidades costeiras por precaução.