Chávez defende presidente sírio e critica EUA

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, acusou os Estados Unidos de armarem movimentos opositores para gerar guerras civis e derrotar governos. "Armas e movimentos opositores para gerar guerras civis e derrocar governos. Aí vêm os grandes países e condenam os governos que se defendem. Essa é a nova estratégia utilizada pelo império norte-americano para dominar outros países do mundo", disse Chávez.    

A declaração do mandatário, que está em tratamento contra um câncer, foi dada na noite de ontem, durante a celebração de uma missa dedicada à sua saúde.    

Ele defendeu ainda as atitudes do presidente sírio, Bashar al Assad, afirmando que qualquer um lutaria contra "terroristas" que tentassem invadir uma cidade ou um país.