Enviado especial à Síria falará à Assembleia Geral da ONU nesta quinta 

O enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, fará um pronunciamento sobre a situação da violência política no país, nesta quinta-feira, aos membros da Assembleia Geral da ONU.

A reunião foi convocada pelo presidente da casa, o ex-embaixador do Catar, Nassir Abdulaziz al-Nasser. Kofi Annan deverá falar por videoconferência no encontro.

Nesta segunda-feira, o enviado especial discursou aos países-membros do Conselho de Segurança, também por videoconferência, sobre a situação na Síria.

O governo do presidente Bashar al-Assad anunciou ter aceitado um plano para acabar com a violência, apresentado por Kofi Annan. O chamado "plano dos seis pontos" inclui o fim imediato das mortes e a passagem de assistência humanitária, entre outros destaques.

Mas segundo agências de notícias, mesmo depois do anúncio, os confrontos continuaram entre as tropas do governo e os opositores do presidente Assad.

Os choques, que começaram em março do ano passado, já mataram mais de 9 mil pessoas na Síria.