Síria vai cooperar com Kofi Annan e está decidida a combater os "terroristas" 

DAMASCO - A Síria assegurou nesta sexta-feira que vai cooperar com o emissário internacional Kofi Annan, que, em breve, prestará contas na ONU de sua missão em Damasco, e advertou que está decidida a combater os "terroristas", a quem atribui a violência o país.

"O governo sírio tem a determinação de proteger seus cidadãos desarmando os terroristas, e continua buscando uma solução política para a crise cooperando com o emissário especial Kofi Annan", afirma uma carta do ministério sírio das Relações Exteriores dirigida à ONU e reproduzida pela agência oficial Sana.