Letônia: homenagem a soldados que lutaram com Hitler gera protestos

Centenas de moradores de Riga, a capital da Letônia, homenagearam nesta sexta-feira os soldados nascidos no país que lutaram ao lado da Alemanha nazista em tropas da Waffen SS, uma das forças do Terceiro Reich, durante a Segunda Guerra Mundial. A cerimônia provocou revolta entre os russos que vivem na cidade - cerca de um terço da população letã é de russos.

Chamando as homenagens de blasfêmia, os russos organizaram um protesto a algumas quadras do local da cerimônia. Segundo a agência AP, mais de mil policiais foram mobilizados para manter a ordem e prevenir possíveis conflitos.