Obama 'confia' na saída americana do Afeganistão até 2014 

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira que "confia" em uma retirada das tropas americanas do Afeganistão até o final de 2014, apesar do recrudescimento da violência na região.

"Tenho confiança de que seguiremos por um caminho que no final de 2014 trará nossas tropas de volta (...) e que os afegãos terão a capacidade, do mesmo modo que os iraquianos, de dar segurança ao seu próprio país", disse Obama à rede de televisão ABC News.

As tropas americanas estão no Afeganistão desde a invasão do país em 2001.

Obama, criticado pelos republicanos por pedir desculpas ao povo afegão após soldados americanos queimarem cópias do Alcorão na base de Bagram, defendeu sua decisão diante da necessidade de aplacar a violência.

"A razão foi a mesma que levou o comandante na região, general (John) Allen, a se desculpar: salvar vidas e garantir que nossas tropas que estão lá não corram mais riscos". "Isto acalmou as coisas. Nós ainda não saímos de lá".

O incidente com o Alcorão provocou uma onda de protestos e violência que deixou cerca de 40 mortos.