Quinze mortos em atentado na capital da Somália

Quinze pessoas morreram nesta quarta-feira em um atentado suicida com carro-bomba nas proximidades do palácio presidencial da capital da Somália, Mogadíscio.

O atentado aconteceu pouco depois da visita do novo representante especial da União Europeia para a Somália, Alexander Rondos, que esteve no palácio presidencial. A explosão também destruiu um bar diante do hotel Mona, para onde aparentemente se dirigia o veículo.

Neste hotel estão hospedados inúmeros legisladores e funcionários do governo somali de transição (TFG), e já havia sido alvo de um atentado em 2011, quando 30 pessoas morreram, incluindo seis parlamentares.

Mogadíscio é considerada uma das capitais mais perigosas do mundo.

Sob presssão do TFG, apoiado por forçs da União Africana na Somália (Amisom), os rebeldes islamitas shebab foram obrigados a abandonar suas posições mais importantes em agosto passado, alegando, no entanto, que seu recuo foi apenas tático.