Obama ganha boa vantagem ante adversários republicanos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ganhou uma boa distância em relação a seu provável adversário republicano Mitt Romney, segundo pesquisa ABC/Washington Post publicada nesta segunda-feira.

De acordo com a sondagem, se as eleições presidenciais de 6 de novembro acontecessem hoje, o presidente teria 51% dos votos contra 45% para Romney. Se o adversário fosse o ultraconservador Newt Gingrich, a diferença seria de 54% contra 43%.

Diante do multimilionário Romney, o presidente democrata é considerado a melhor opção para defender a classe média (56% contra 37%), dirigir a política estrangeira dos Estados Unidos (55% contra 38%) e lutar contra o terrorismo (54% contra 38%).

Romney, um ex-empresário, ganha vantagem quando se trata de promover a economia (50% contra 44% para Obama) e lutar contra o déficit do Estado federal (52% contra 39%).

No total, o índice de popularidade do presidente registra 50% pela primeira vez depois do período que se seguiu à eliminação do terrorista Osama Bin Laden em maio passado.

A situação econômica é a principal preocupação dos americanos. Obama se beneficiou da boa notícia de sexta-feira com o anúncio de uma queda na taxa do desemprego a 8,3% em janeiro, a mais baixa em três anos.

A pesquisa foi feita por telefone de 1º a 4 de fevereiro num universo de mil pessoas, com uma margem de erro de mais ou menos 4%.