Ex-presidente do Congresso colombiano é condenado

O ex-presidente do Congresso colombiano Miguel Pinedo foi condenado a nove anos de prisão e a pagar uma multa de 3,4 milhões de dólares por vínculos com uma facção da extinta organização paramilitar Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC), anunciou a Corte Suprema.

Pinedo é o terceiro ex-presidente do Congresso colombiano condenado por ligações com grupos paramilitares de extrema-direita.

Mario Uribe, primo do ex-presidente colombiano Álvaro Uribe (2002-2010), foi condenado ano passado a sete anos e cinco meses de prisão, enquanto o também ex-presidente do Congresso Luis Humberto Gómez recebeu pena de nove anos.