Greve afeta transporte público urbano em Portugal

O transporte público urbano de Portugal está afetado nesta quinta-feira por uma greve de 24 horas para protestar contra a reestruturação do setor, prevista no programa de austeridade do governo.

Em Lisboa, o metrô está paralisado desde meia-noite e o transporte fluvial suspenso em horas de maior afluência.

No Porto, a principal cidade do norte, circulavam menos da metade dos ônibus. Na capital, trens e ônibus estavam menos afetados pela greve.

A paralisação, a terceira desde novembro, tem por objetivo "protestar contra o plano estratégico dos transportes e todas as medidas previstas no plano para os trabalhadores destas empresas, que vão da redução de postos de trabalho a salários menores", explicou José Oliveira, coordenador da Federação de Sindicatos do Transporte (FECTRANS), à agência Lusa.