Governo russo aconselha cidadãos a evitar protestos devido ao frio 

O chefe dos serviços de Saúde russos, Guenadi Onichtchenko, desaconselhou categoricamente que os moscovitas saiam às ruas para se manifestar contra o regime de Vladimir Putin no sábado por causa do frio (18 graus negativos).

"As previsões meteorológicas são sumamente desfavoráveis, no sábado fará 18 graus negativos. É uma temperatura muito baixa para Moscou", afirmou, criticando também o fato de que os moscovitas não estão usando roupas apropriadas para frio tão intenso.

Os opositores do primeiro-ministro Vladimir Putin, favorito nas eleições presidenciais de 4 de março, organizam no sábado una marcha na qual esperam milhares de pessoas.