Demitido o secretário de Segurança de cidade onde ocorreram conflitos no Egito

O secretário de Segurança da cidade egípcia de Port Said (no norte do país), onde pelo menos 74 pessoas morreram na quarta-feira à noite em atos de violência após uma partida de futebol, foi demitido.

O ministro do Interior, Mohamed Ibrahim, decidiu destituir Esam Samak do cargo "após os acontecimentos de Port Said", informou a agência Mena. O caos explodiu após o fim da partida entre Al-Masry e Al-Ahly, que terminou com vitória do Al-Masry por 3 a 1.

Centenas de torcedores do Al-Masry, clube de Port Said, invadiram o gramado e atiraram pedras e garrafas contra os torcedores do Al-Ahly, equipe do Cairo. Pelo menos 74 pessoas morreram e centenas ficaram feridas.

O Exército foi mobilizado na cidade, que fica na entrada norte do canal de Suez, para evitar novos confrontos. A polícia anunciou a detenção de 47 pessoas.