Romney diz que não está preocupado com os mais pobres 

O candidato republicano favorito à indicação do partido às eleições para a Casa Branca, Mitt Romney, disse nesta quarta-feira que quer ser presidente para ajudar a maltratada classe média americana, não estando "preocupado com os mais pobres", que contam com redes de segurança de para auxiliá-los.

Num comentário polêmico, o empresário multimilionário, que admitiu um rendimento de 20 milhões de dólares em 2010, disse ao canal CNN: "Estou nesta corrida porque me preocupo com os americanos".

"Não estou preocupado com os mais pobres. Contamos com uma rede de segurança para eles. Se precisar de reparos, vou resolver. Não estou também preocupado com os muito ricos, porque estão indo muito bem. Estou preocupado com o coração da América, com 90 a 95% dos americanos que estão, agora, lutando, pelo que vou levar esta mensagem a toda a nação", afirmou.

Nas primárias da Flórida, Romney derrotou seu principal adversário Newt Gingrich, na briga para se tornar o candidato republicano que desafiará o presidente democrata Barack Obama nas eleições de novembro.

A CNN informou que, depois do discurso, Romney buscou os correspondentes que estavam em seu avião de campanha nesta quarta-feira, para tentar esclarecer o que provavelemente seriam vistos como comentários incendiários.

O ex-governador de Massachusetts ganhou a prévia republicana na Flórida com 46,42% dos votos, enquanto Gingrich obteve 31,93%.