"Putin, vá embora", pedem opositores em faixa colocada diante do Kremlin

Militantes do movimento opositor russo Solidariedade colocaram nesta quarta-feira uma enorme faixa com a inscrição "Putin, vá embora", em um edifício situado diante do Kremlin, três dias antes de uma importante manifestação em Moscou contra o regime do primeiro-ministro russo.

A faixa amarela de 140 m2, que também mostra uma caricatura do primeiro-ministro Vladimir Putin riscado com uma cruz negra, foi preso num painel publicitário instalado no telhado de um prédio bem diante do Kremlin, sede da presidência russa.

"Nosso objetivo é recordar a todo o mundo que uma manifestação para pedir eleições honestadas está prevista para esta semana", explicou à AFP Anastassia Rybachenko, militante do Solidariedade.

Segundo Anastassia Rybatchenko, a faixa foi retirada pelas autoridades uma hora depois.