Papa se reunirá com Fidel Castro durante viagem a Cuba, segundo site

O Vaticano e o governo cubano estão organizando um encontro entre o papa Bento XVI e o ex-presidente cubano Fidel Castro em ocasião da visita do pontífice em março à ilha comunista, indicou nesta segunda-feira o site Vatican Insider.

Funcionários cubanos e o núncio apostólico, monsenhor Bruno Musaro, estão organizando o encontro, indica a página, que é considerada uma referência em informações ligadas à Santa Sé.

A visita do pontífice, que chegará a Cuba após uma breve visita ao México, será realizada de 26 a 28 de março de 2012, indicou a Conferência de Bispos Cubanos em um comunicado.

O encontro com o "líder máximo" da revolução cubana está sendo estudada para 27 de março, como parte da visita que o Papa fará ao presidente Raúl Castro, irmão de Fidel, na sede do governo.

As condições de saúde de Fidel, de 85 anos, que o obrigaram a deixar o poder, exigem um esquema especial, indica a mesma fonte.

O ex-presidente de Cuba foi um dos protagonistas da histórica visita a Cuba em 1998 de João Paulo II e assistiu a várias missas e cerimônias.

Será a segunda visita papal a Cuba, depois da realizada por João Paulo II, que serviu para relaxar as relações entre as autoridades da ilha e a hierarquia católica, que durante quatro décadas intercalaram etapas de tensão e de coexistência.

A visita de Bento XVI, a segunda à América Latina após a realizada ao Brasil em 2010, coincide com o ano jubilar declarado pela Igreja Católica local pelos 400 anos da aparição da imagem da Virgem da Caridade do Cobre, padroeira nacional de Cuba.