Irã afirma que acusações ocidentais têm motivação política 

As reações dos Estados Unidos e dos países europeus que chamaram de provocação o anúncio de enriquecimento de urânio na nova central iraniana de Fordo têm "motivação política", afirmou o representante do Irã na AIEA.

"Todas as atividades nucleares do Irã, em particular o enriquecimento de urânio em Natanz e Fordo, estão sob vigilância dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e suas câmeras vigiam estas atividades as 24 horas do dia", afirmou Ali Asghar Soltanieh.

"As reações são exageradas e têm motivação política", completou.

A AIEA confirmou na segunda-feira que o Irã iniciou a produção de urânio enriquecido a 20% em Fordo, central protegida por uma montanha e difícil de ser alvo de um eventual ataque.

O governo dos Estados Unidos denunciou uma "nova escalada na violação das obrigações na área nuclear" do Irã.

Alemanha, França e Grã-Bretanha também criticaram o Irã.