Coreia do Norte anuncia anistia para presos 

A Coreia do Norte anunciou nesta terça-feira uma anistia para um número não divulgado de presos, por ocasião dos iminentes aniversários de seus líderes falecidos, segundo a agência oficial de notícias do regime comunista.

Um decreto fixa a data de 1º de fevereiro para a anistia, de acordo com as "políticas nobres e condescendentes" de Kim Il-sung (1912-1994) e de seu filho Kim Jong-il (1942-2011), afirma a agência KCNA.

A anistia beneficiará "condenados", afirma o decreto, sem informar o número nem os delitos das pessoas envolvidas.

"As autoridades farão com que os presos liberados tenham condições de trabalho e existência estáveis", afirma uma nota da KCNA.

As organizações de defesa dos direitos humanos calculam que 200.000 pessoas - homens, mulheres e crianças - estão detidos em prisões e campos de trabalho norte-coreanos, essencialmente por motivos políticos e não de direito comum.