Paris: atividade nuclear iraniana é 'violação grave'

A França condenou "com a maior firmeza" o início das operações de enriquecimento de urânio no complexo de Fordo, qualificado de "uma violação especialmente grave" do direito internacional, declarou nesta segunda-feira o ministério francês das Relações Exteriores.

"Esta nova provocação não nos deixa outra opção que reforçar as sanções internacionais e adotar, junto com nossos sócios europeus e todos os países voluntários, medidas de uma amplitude e de um rigor sem precedentes", disse o porta-voz da chancelaria Romain Nadal.

As autoridades iranianas anunciaram nesta segunda-feira o início de atividades de enriquecimento de urânio no complexo de Fordo, sob a supervisão da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), organismo que confirmou posteriormente a informação.

França integra o chamado grupo 5+1 - ao lado de Estados Unidos, China, Alemanha e Reino Unido - que negocia com Teerã sobre o polêmico programa nuclear iraniano, mas as conversações estão suspensas há meses.