Novo dia de violência na Síria deixa ao menos 21 civis mortos

Ao menos 21 civis morreram neste sábado na Síria, 17 deles por disparos das forças de segurança e quatro por um foguete disparado contra partidários do regime de Bashar al Assad, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). 

Onze civis morreram em Homs (centro), dos quais quatro foram vítimas de um foguete que caiu em meio a uma manifestação pró-Assad, e outros 10 civis morreram em Maarret Debsa, na província de Idleb (noroeste), informou à AFP o presidente da OSDH, Rami Abdel Rahman, em sua sede em Londres. 

Em Homs, "desconhecidos dispararam no sábado à noite um foguete tipo RPG contra um bairro de partidários do regime, onde os moradores marchavam em memória das vítimas do atentado realizado em Damasco (na sexta-feira, que deixou 26 mortos), matando quatro e ferindo muitos mais", completou Rahman. 

Em Maarret Dabse, 10 civis morreram por disparos das forças de segurança, informou a mesma fonte. Além disso, quatro pessoas morreram neste sábado devido aos ferimentos sofridos na véspera pelos disparos das forças do regime de Assad em Harasta, na região de Damasco.