Sudão do Sul anuncia 17 mortos em ataques atribuídos ao Sudão

O Sudão do Sul anunciou nesta quinta-feira que 17 pessoas morreram em ataques aéreos atribuídos às forças sudanesas no estado de Bahr al Ghazal Ocidental, mas o governo sudanês desmentiu as acusações.

"As vítimas são civis inocentes que vigiavam seu gado", declarou o porta-voz do exército do Sudão do Sul, Philip Aguer.

Segundo este porta-voz, estes ataques ocorreram perto da localidade de Boro el Madina, no segundo dia de bombardeio pelo exército sudanês.

Mas o porta-voz das Forças Armadas Sudanesas (SAF), Sawarmi Jaled Saad, afirmou que estas informações são totalmente incorretas.

O Sudão do Sul proclamou em julho sua independência depois de um conflito de quase meio século com o Norte, o que deixou milhões de mortes.

Depois, o Norte o o Sul se acusam de apoiar a rebelião em cada país.