China anuncia contatos com EUA e Coreia do Sul

A China anunciou nesta terça-feira que mantém contatos com Estados Unidos e Coreia do Sul, com o objetivo de manter a paz e a estabilidade na Península Coreana após a morte do líder norte-coreano Kim Jong-il.

O chanceler chinês, Yang Jiechi, conversou por telefone com o colega sul-coreano e com a secretária de Estado americana Hillary Clinton, segundo o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Liu Weimin.

"Os três consideraram que era importante manter a paz e a estabilidade na Península Coreana", afirmou o porta-voz.

"A China se comprometeu a efetuar esforços coordenados com todas as partes para alcançar este objetivo", completou.

"Os Estados Unidos estão extremamente preocupados com o bem-estar dos norte-coreanos", afirmou Hillary Hillary Clinton.

O presidente chinês, Hu Jintao, visitou nesta terça-feira a embaixada da Coreia do Norte em Pequim para apresentar suas condolências pela morte de Kim Jong-il, informou a agência oficial Xinhua (Nova China).

Kim Jong-il visitou diversas vezes a China, um dos poucos aliados da Coreia do Norte e principal fonte de ajuda econômica para Pyongyang.