Último comboio militar dos EUA deixa o Iraque

Na manhã deste domingo (18), o último comboio com tropas dos EUA deixou o Iraque. Ao todo são mais de 110 veículos blindados e cerca de 500 soldados que atravessaram a fronteira com o Kuwait por volta das 7h30 no horário local (2h30 no de Brasília).

As tropas deixam o país quase nove anos após o invadir para depor o ditador Sadam Husein, foi capturado em dezembro de 2003 e executado na forca três anos depois. Permanecem em Bagdá 157 soldados americanos que ficaram com a missão de treinar as forças iraquianas e proteger a Embaixada dos EUA na capital do Iraque.

Durante os últimos dias, o Exército americano entregou os últimos prisioneiros que tinha em suas mãos às autoridades iraquianas, que na sexta-feira passada assumiram o controle da última base militar que permanecia em poder dos EUA.

No último dia 15, se encenou a retirada americana de maneira simbólica com o recolhimento da bandeira em cerimônia em Bagdá, da qual participou o secretário de Defesa deste país, Leon Panetta. Com o pacto de segurança assinado entre Washington e Bagdá há três anos, ambos os países acertaram a retirada para o final deste ano.