Previstos novos protestos na cidade chinesa de Wukan

Os moradores da localidade chinesa de Wukan anunciaram novas manifestações neste sábado para protestar contra as desapropriações de terras, consideradas ilegais por eles, apesar das ameaças das forças de segurança, que há uma semana mantêm um bloqueio.

"O primeiro-ministro Wen Jiabao é a única pessoa que pode encontrar uma solução para o problema, todos esperam que venha resolver a crise", declarou à AFP uma das agricultoras manifestantes chamada Lu.

Esta mulher, assim como o resto dos habitantes da cidade, está desempregada desde que suas terras foram desapropriadas pelas autoridades locais, que ameaçaram perseguir os líderes da revolta.