Onze mortos em atentado maoísta na Índia

Dez policiais e um civil morreram em um atentado realizado por rebeldes maoístas contra um comboio de um dirigente político no leste da Índia, informaram as autoridades.

O atentado com uma mina terrestre aconteceu durante um toque de recolher de 48 horas decretado pelos maoístas em várias zonas sob seu controle, no estado de Jharkhand, para protestar contra a morte de um de seus comandantes nas mãos da polícia em novembro.

A rebelião maoísta, parte de um movimento camponês em 1967 que luta pela defesa das tribos e pelos agricultores sem terra se setendeu por 20 dos 29 Estados da Índia, em particular ao longo do chamado "corredor vermelho" que atravessa Jharkhand, Bengala Ocidental, Orisa, Bihar, Chhattisgarh e Andhra Pradesh.

Os insurgentes, entre 10.000 e 20.000, mataram no ano passado 1.169 pessoas, segundo dados do governo federal, que os considera a maior ameaça para a segurança interna do país.