Síria suspende acordo de livre comércio com Turquia

O governo sírio suspendeu nesta quinta-feira o acordo de livre comércio concluído com a Turquia em uma medida de retaliação pelas sanções adotadas por Ankara contra Damasco, conforme anunciou à noite a agência oficial Sana. 

Turquia, um dos principais sócios econômicos da Síria, anunciou na quarta-feira uma série de sanções econômicas contra o regime sírio, assim como fez a Liga Arabe. Dentre as medidas estão a suspensão das transações comerciais e das linhas de crédito com o governo de Damasco e entre os bancos centrais de ambos os países.  

"O governo sírio estuda a possibilidade de tomar outras medidas’ contra a Turquia, disse Sana. 

Em dezembro de 2004, Damasco e Ankara firmaram, após vários anos de negociações, um acordo de livre comércio por ocasião de uma visita do primeiro-ministro turco Recep Tayip Erdogan à Síria. 

Em setembro de 2009 foi instituído um novo acordo, intitulado ‘Conselho de Cooperação Estratégica de Alto Nível’.    

A agência Sana anunciou também que a Síria suspendeu sua adesão a União para o Mediterrâneo, criada em julho de 2008 por iniciativa francesa.