UE estuda reformas para melhorar a integração europeia

O presidente da União Europeia (UE), Herman Van Rompuy, afirmou nesta quarta-feira que estuda uma série de reformas para melhorar a integração europeia, que contemplariam sanções aos que não cumprem acordos, assim como políticas sociais e a adoção dos eurobônus.

"A crise precisa que nós façamos mais", afirmou Rompuy no Europarlamento de Estrasburgo.

"Precisamos de mais reformas, que não contemplem apenas castigar os pecadores", disse.

Van Rompuy anunciou que apresentará as ideias no dia 9 de dezembro, durante a reunião de cúpula europeia. O líder da UE garantiu que a maior parte dos planos não exige mudanças no Tratado de Lisboa.