Violência deixa ao menos 13 mortos no México

Ao menos treze pessoas foram assassinados violentamente no México nesta segunda-feira, aumentando ainda mais o número de mortes geradas pela guerra do tráfico pela qual passa o país.

Os corpos de seis homens, um deles decapitado e outro com as mãos mutiladas, foram encontrados nesta segunda-feira em uma cidade do estado mexicano de Chihuahua, na fronteira com os Estados Unidos, informou a polícia municipal.

Três dos mortos eram pedreiros que trabalhavam na construção de uma escola. Os corpos foram encontrados no município de Bocoyna, oeste de Chihuahua, segundo a polícia municipal.

Em Ciudad Juárez, na fronteira com a cidade americana de El Paso, Texas, a polícia local reportou ao menos quatro mortes violentas, entre eles uma mulher. Outros três homicídios foram reportados em distintas localidades.

O estado de Chihuahua, onde está localizada Ciudad Juárez, é considerado o mais afetado pela onda de violência desatada no México desde dezembro de 2006 quando o governo iniciou uma mobilização militar contra os cartéis.

Até agora, são atribuídos a essa onda de violência 45.000 mortos, a maioria por disputas entre cartéis e nas operações para persegui-los, segundo as autoridades.