ONG indica 16 civis e 19 membros das forças do regime mortos na Síria

As forças de segurança sírias atiraram e mataram pelo menos 16 civis nesta segunda-feira, no ponto central de tensão na província de Daraa, ao sul, enquanto 19 integrantes das forças do regime foram mortos em confrontos, segundo um grupo de direitos humanos.

O Observatório Sírio para Diretos Humanos com sede britânica disse que os civis foram mortos por atiradores em postos de controle tripulados por forças de segurança através de Daraa, berço dos protestos contra o regime, que já duram oito meses.

O Observatórrio também relatou, em uma declaração recebida pela AFP em Nicósia, que os soldados e membros das forças de segurança foram mortos em confrontos com supostos desertores do exército.

De acordo com as estimativas da ONU, mais de 3500 pessoas morreram em consequência da violência que varreu a Síria desde meados de março, quando os protestos contra o regime eclodiram em Daraa.