Grécia: bomba explode em frente a escritório de ministra

Uma bomba de fabricação caseira explodiu nesta segunda-feira em frente ao escritório da ministra adjunta grega de Relações Exteriores, Mariliza Xenogiannakopoulou, causando danos leves e sem deixar vítimas, disse uma fonte policial.

A bomba foi confeccionada com frascos contendo gás, sistema geralmente utilizado pelas organizações anarquistas gregas.

O atentado, que não foi reivindicado até momento por nenhum grupo, aconteceu algumas horas após o discurso no Parlamento do novo primeiro-ministro, Lucas Papademos, que ressaltou a necessidade de aplicar um forte programa de austeridade para garantir a permanência da Grécia na Eurozona.

Há anos os grupos extremistas de esquerda e os anarquistas realizam atentados contra o governo, a polícia ou as empresas.

Para quinta-feira estão previstas manifestações dos militantes de esquerda em homenagem à revolta estudantil de 17 de novembro de 1973 contra a junta militar, um aniversário que nos últimos anos tem sido utilizado para denunciar os planos de austeridade.