Nome do novo primeiro-ministro grego não será anunciado antes de quinta-feira

O nome do novo primeiro-ministro grego não será anunciado antes de quinta-feira e haverá uma nova reunião entre os chefes dos partidos políticos a pedido do presidente da República, afirmou a presidência, em um anúncio que surpreendeu os analistas.

A reunião iniciada na quarta-feira à noite com os dirigentes do partido socialista e do conservador na residência do presidente da República, Carolos Papulias, para a nomeação de um primeiro-ministro, "será retomada na quinta-feira às 08H00 GMT (06H00 de Brasília)", disse um comunicado oficial.

Estiveram presentes nesta reunião o primeiro-ministro e chefe do partido Socialista, Georges Papandreou - que há pouco havia se despedido dos gregos em uma mensagem transmitida pela TV à nação -, e o chefe da direita, Antonis Samaras, que no domingo havia aceito cooperar para a formação de um governo de União Nacional.

O partido de extrema direita, Laos, também deveria participar desta reunião, mas seu dirigente, Georges Karatzaféris, abandonou a residência presidencial muito rapidamente, denunciando a eleição dos dois partidos.

Segundo o cientista político Ilias Nikolacopulos, foi o nome de Filipos Petsalnikos, presidente do Parlamento e considerado para a sucessão de Papandreou, o que provocou a interrupção das discussões.

"Havia talvez um acordo pessoal entre os dois chefes de partido, mas seus membros e seus respectivos estados maiores eram contra essa opção", disse.