Polícia americana encontra corpo de menino brasileiro desaparecido em 2009

A polícia dos Estados Unidos localizou o corpo do menino brasileiro Christopher Szczepanik, de 7 anos, desaparecido em 2009 junto com seus pais, Vanderlei e Jacqueline Szczepanik. O cadáver estava no rio Missouri, em Nebraska. 

Os restos de Christopher foram encontrados após o depoimento de um dos três brasileiros indiciados pelo assassinato do menino e de seus pais. A criança e os pais moravam há três anos na cidade de Omaha. Em dezembro de 2009, os três desapareceram  sem deixar pistas.

Parentes e amigos no Brasil, preocupados com a falta de notícias, acionaram a polícia. Testes de DNA confirmaram que o corpo encontrado enrolado em um lençol, no leito do rio Missouri, era mesmo de Christopher. Os corpos dos pais, que também teriam sido assassinados, continuam desaparecidos.

Os três brasileiros acusados pelo crime trabalhavam para Vanderlei na reforma de uma escola ligada a uma igreja evangélica. Um dos acusados, Valdeir Gonçalves Santos, fez um acordo com a promotoria para testemunhar contra os dois acusados, José Oliveira Coutinho e Elias Lourenço Batista em troca de uma possível redução na pena.

Ele revelou que os três mataram Vanderlei Szczepanik a pauladas e depois enforcaram a mãe e o menino, antes de jogar os corpos no rio.