Aumenta número de ataques na fronteira Paquistão-Afeganistão

Os ataques através da fronteira do Paquistão contra as forças lideradas pelos Estados Unidos no Afeganistão aumentaram desde a operação americana que matou Osama Bin Laden, informou o Pentágono.

"Este verão, junho-agosto, registramos um aumento em incidentes na fronteira", afirma o secretário de imprensa do Pentágono, George Little, em uma mensagem eletrônica dirigida aos meios de comunicação.

O Pentágono não divulgou mais detalhes e não vinculou a tendência à operação de maio de um comando especial SEAL dentro do Paquistão que matou o líder da Al-Qaeda.

Mas soldados dos Estados Unidos em bases na província de Paktika, leste do Afeganistão, afirmaram ao jornal New York Times que os ataques com foguetes aumentaram drasticamente a partir do território paquistanês desde maio.

Não está claro se os ataques são resultado de uma intensificação da insurgência, uma represália das forças paquistanesas ou uma mescla de ambas.

Pelo menos 102 ataques foram registrados perto da fronteira contra três postos americanos em Paktika desde maio, contra 13 incidentes do tipo durante o mesmo período do ano passado.