Cansado, papa usa plataforma móvel para ir até altar na Basílica de São Pedro

Pela primeira vez, o papa Bento XVI teve de usar uma plataforma móvel para se dirigir da sacristia ao altar da Basílica de São Pedro, para "reduzir a fadiga", afirmou o Vaticano.

Na procissão de abertura da missa, realizada para o congresso que reúne no Vaticano milhares de participantes da "nova evangelização", Bento XVI, de 84 anos, apareceu em uma plataforma móvel, empurrada por auxiliares.

A partir do fim de dezembro de 1999, João Paulo II, então de 79 anos e afetado pela doença de Parkinson, começou a cruzar a multidão nessa plataforma que tem uma balaustrada.

A plataforma foi utilizada durante as cerimônias na Basílica de São Pedro.

Mas "não há doença ou indicação médica" sugeridas no fato de voltar a usar a plataforma utilizada por João Paulo II, informou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

Trata-se de "reduzir a fadiga" do Papa em longas procissões, "como é o caso do papa-móvel em procissões no exterior", e também aumentar sua "proteção" diante da multidão, completou a agência de informações religiosas i.media.

Bento XVI foi empurrado por uma jovem desequilibrada, Susanna Maiolo, na procissão de abertura da missa noturna de Natal, em 24 de dezembro de 2009.

Desde o mês de agosto, Bento XVI apareceu mais fraco fisicamente quando teve de caminhar a pé, particularmente nas viagens a Madri, e a sua terra natal, a Alemanha.