Manifestantes anti-Wall Street protestam contra bancos

Os manifestantes 'anti-Wall Street' de Nova York, impulsionados por sua vitória na sexta-feira, se preparavam neste sábado para um dia com ao menos três manifestações, incluindo uma na Times Square no dia mundial de ação dos 'indignados'.

Uma primeira manifestação está prevista contra o banco Morgan Chase. Os manifestantes prevêem ir "em massa" a uma sucursal e fechar suas contas para denunciar "a tendência" do banco "ao comportamento irresponsável".

Essa entidade "demitiu 14.000 pessoas desde que recebeu 94,7 bilhões" de dólares do governo, afirma o site do grupo.

O Occupy Wall Street (OWS) também prevê participar de uma manifestação que marca o décimo aniversário do início da invasão americana no Afeganistão, antes de uma terceira manifestação na Times Square às 17h00 locais (18h00 de Brasília) em meio ao dia mundial de ação dos 'indignados'.

Os manifestantes 'anti-Wall Street' de Nova York obtiveram na sexta-feira uma vitória ao menos provisória com a suspensão das operações de limpeza da praça que ocupam desde 17 de setembro no coração do bairro financeiro, que obrigaria a retirada do local.

De Madri a Nova York, 951 cidades em 82 países fazem seu protesto dos 'indignados' neste sábado, manifestando-se contra o sistema financeiro e a crise, no primeiro dia de protesto planetário do movimento, que completa cinco meses desde seu nascimento na Espanha.