Itália: 70 feridos em marcha dos indignados

 Ao menos setenta pessoas ficaram feridas, três gravemente, quando a polícia de choque reprimiu os protestos deste sábado em Roma por ocasião da jornada dos "indignados", informou a agência italiana Ansa.

Segundo a agência, 25 pessoas foram socorridas em hospitais de campanha montados pelos serviços de emergência em torno da basílica de São João de Latrão, e outras 45 receberam atendimento na emergência de diversos hospitais da capital italiana.

Entre os feridos, três estão em estado grave.

Os incidentes ocorreram após o início do protesto, que reuniu dezenas de milhares de pessoas em Roma por ocasião do dia mundial dos "indignados" contra o desemprego e a voracidade do sistema financeiro mundial.

Já no começo da marcha, desconhecidos quebraram vidraças de bancos com placas de trânsito e depois fugiram. Vários carros foram incendiados.

As forças de ordem atacaram os manifestantes em frente à basílica, disparando bombas de gás lacrimogêneo e jatos d''água. Alguns manifestantes, encapuzados ou com os rostos cobertos por echarpes pretas, atiraram coquetéis molotov, bombas de fumaça e garrafas.

Os manifestantes pacíficos deixaram a área, transformada em um campo de batalha.