Biscoito centenário do explorador Shackleton é vendido por US$ 1,9 mil

Um biscoito que o explorador Ernest Shackleton levou numa expedição à Antártida de 1907 a 1909 foi vendido a um colecionador anônimo por 1.250 libras (1.956 dólares) em um leilão organizado nesta quinta-feira pela casa Christie's.

O biscoito, que não alcançou seu valor máximo de 1.500 libras, foi um dos milhares que Shackleton levou quando liderou a Expedição Nimrod.

Fabricadas especialmente pela empresa britânica Huntley and Palmers, estes biscoitos tinham uma consistência maior devido ao acréscimo de proteínas de leite para fornecer a energia necessária ao grupo durante sua missão.

A expedição chegou a 160 km do Pólo Sul, mas se viu forçada a dar meia volta e, durante a viagem de volta, os pesquisadores tiveram que se conformar com meias rações de comida para não morrer de fome.

Em um momento particularmente difícil da expedição, Shackleton cedeu sua parte a um companheiro que, em seguida, escreveu em seu diário: "Este biscoito valia todos os tesouros".

O biscoito, que até agora pertencia a um colecionador particular, foi achado num campo base da expedição.

Em 2001, um biscoito de outra expedição de Shackleton alcançou um preço recorde de 7.637 libras em um leilão da Christie's.