UE proíbe novos investimentos em setor petroleiro na Síria

A União Europeia (UE) decidiu nesta sexta-feira endurecer ainda mais as sanções contra o regime sírio ao proibir novos investimentos no setor petroleiro, entre outras medidas, declararam diplomatas.

"As medidas restritivas têm por objetivo causar um maior impacto no regime sírio, e, ao mesmo tempo, evitar ao máximo efeitos negativos sobre a população síria", disse a chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton.

"Foi aprovado" pelos 27 países da UE, declarou uma fonte diplomática. As medidas anunciadas nesta sexta-feira entrarão em vigor no sábado.