Secretário americano visita Arábia Saudita para abordar palestinos na ONU

O secretário adjunto do Departamento de Estado americano, Bill Burns, chegou nesta terça-feira à Arábia Saudita, no dia seguinte à advertência feita a Washington por um diplomata saudita sobre o risco de um veto a um Estado palestino por parte dos Estados Unidos.

O principal assessor da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, deve se reunir na quarta-feira com o rei Abdullah, indicou Victoria Nuland, porta-voz da diplomacia americana.

Burns quer "reafirmar o firme e durável compromisso dos Estados Unidos com a segurança no Golfo", e abordar com seu interlocutor, principalmente, a ameaça representada pelo Irã, disse Nuland, ressaltando também os temas regionais, como a situação no Egito e no Iêmen e o processo de paz entre Israel e Palestina.

Turki al-Faisal, ex-embaixador saudita nos Estados Unidos, considerou em um editorial publicado no New York Times na segunda-feira que um veto americano à proposta palestina representaria uma queda da influência de Washington, "um enfraquecimento da segurança israelense, um fortalecimento da influência iraniana e o aumento dos riscos de uma nova guerra" no Oriente Médio.

Bill Burns continuará sua viagem no fim de semana para os Emirados.